Vamos falar sobre o mês do orgulho LGBTQIA+?

Vamos falar sobre o mês do orgulho LGBTQIA+?

#ProudAtWork: orgulho, conscientização e respeito

O mês de junho foi escolhido para celebrar o mês do orgulho LGBTQIA+. Mas você sabe qual foi a razão por trás disso? Sim, existe uma história que explica o porquê deste mês ser tão especial para o movimento! E além de contá-la, traremos mais um compilado de informações relevantes em busca de conscientizar a todos. Vamos conferir?

A Rebelião de Stonewall Inn

Na noite de 28 de junho de 1968, policiais realizavam vistorias em bares de Nova Iorque. Naquela época, a homossexualidade era vista como um crime. Ao entrarem no bar voltado para o público gay chamado Stonewall Inn, os policiais começaram a prender os frequentadores do local. Porém, os gays, drag queens e travestis presentes decidiram se unir contra a força da polícia e mostrar que não iam mais tolerar o preconceito e agressões por conta de suas orientações sexuais. 

A manifestação continuou no dia seguinte, reunindo cada vez mais pessoas. No total, foram seis noites de protestos, de acordo com informações do UOL. Com isso, nascia o movimento de liberação gay, que foi o pontapé inicial para diversos protestos necessários ao redor do mundo.

O ativismo LGBTQIA+

Para entendermos um pouco mais sobre a importância do Orgulho LGBTQIA+, precisamos saber um pouco mais a respeito dos movimentos sociais realizados. Seu maior objetivo é promover a equalização dos direitos, além de combater a violência e a discriminação social contra os membros da comunidade.

Além disso, visam lutar a favor da igualdade, inclusão, reconhecimento das relações homoafetivas e aceitação da diversidade sexual e de gênero. Uma tarefa que deveria ser simples, mas que infelizmente ainda encontra preconceitos advindos de uma sociedade com pensamentos retrógrados. Mas nós podemos mudar essa realidade, com informação e respeito! 😉

Mas afinal, qual o significado de cada letra por trás de LGBTQIA+?

Essa é uma dúvida bastante comum, mas estamos aqui para solucioná-la! 

  • Lésbicas: mulheres que sentem atração por outras mulheres, seja de forma sexual e/ou afetiva.
  • Gays: homens que sentem atração sexual e/ou afetiva por outros homens.
  • Bissexuais: pessoas com atração por homens e mulheres, tanto sexual, como afetiva.
  • Transgênero: trata-se de uma pessoa que não sente identificação com o seu gênero de nascimento. 
  • Travesti: também incluso no T, principalmente no Brasil, travesti são pessoas que se dizem transfemininas, que possuem inconformidade em relação ao padrão cis imposto pela sociedade.
  • Queer: pessoas que se sentem parte do tradicional padrão heteronormativo. Não se identificam nem como homens, nem como mulheres.
  • Intersexo: são pessoas que não se encaixam no binário conhecido como sexo feminino e sexo masculino por diferentes questões biológicas, hormonais, genitais, entre outras possibilidades.
  • Assexual: alguém que não sente atração sexual por outras pessoas.
  • +: O + representa pessoas não-cis que não se consideram trans, ou não-binárias, ou agênero, além detodas as outras orientações que não são heterossexuais.

Recentemente, foram atribuídas novas letras para a sigla:

LGBTQIAPN+

Nesse caso, o P representa Pan, que são pessoas que sentem atração por pessoas de todos os gêneros, enquanto o N representa pessoas Não-binárias, que não se consideram somente, completamente e sempre apenas homens ou apenas mulheres.

Profissionais diversos no mercado de trabalho

Infelizmente, ainda lidamos com diversos acontecimentos relacionados à homofobia e intolerância em situações cotidianas, principalmente dentro do ambiente corporativo. Precisamos mudar essa cultura voltada para oprimir a diversidade sexual de forma urgente, trazendo mais informações para aqueles que necessitam e também para mostrar a importância de obtermos um ambiente mais inclusivo.

Por ora, podemos notar a evolução de grande parte das companhias ao implementar campanhas de conscientização, além de programas pautados na diversidade em busca de ampliar o espaço desses profissionais que merecem todo o respeito, afinal, a orientação sexual não afeta em absolutamente nada o dia a dia do coleguinha de trabalho ao lado, não é mesmo? 😉

Orgulho da nossa equipe diversa

Aqui na Hprojekt somos a favor do amor em sua pluralidade. Por isso, temos espaço para todos e queremos que se sintam representados e acolhidos em todas as áreas da empresa. Pensando nisso, trouxemos alguns depoimentos bem legais de membros da nossa equipe sobre conscientização e respeito no ambiente corporativo. Confira:

“Já presenciei diversas situações de homofobia em outras experiências de trabalho (além de espaços na vida pessoal) e só quem já viveu isso na pele, sabe como essas situações te atingem, mesmo que não seja fisicamente. 

É por esse e outros motivos, que hoje tenho tanto orgulho de fazer parte do time Hprojekt, um ambiente sem distinção por orientação sexual, etnia ou cultura. E não é apenas uma questão de respeito mas também de valorização da Diversidade.”

  • Leandro Lomeu, Head de Marketing

“Eu não esperava trabalhar com Customer Success, mas esse universo me transformou e me fez ser uma agente de mudanças, tanto da minha vida, como na de tantas outras pessoas que passaram pelo meu caminho. Como mulher lésbica, ser e existir no ambiente de trabalho é uma questão de representatividade e eu tenho o privilégio de ser aceita e abrir tantas portas”.

  • Heloisa Ribeiro, Analista de Customer Experience

“Sentir-se em casa e conectado em um local onde passamos grande parte de nossas vidas é essencial. Precisamos da mudança de mindset nos diversos níveis das organizações e que todos levantem a bandeira da diversidade com orgulho. A Hprojekt possui isso em sua essência. #Beproud”

  • Rafael Vivo, Head de Customer Experience

“Eu sempre sonhei em me encontrar no meu trabalho e poder realizar tal feito sem abrir mão de quem eu sou. Realmente, era um desafio diário, até encontrar na Hprojekt um lar. Um lugar repleto de pessoas maravilhosas que me acolheram e me incentivaram a resistir para existir, tal qual eu me enxergo e me sinto bem!”

  • Laura Silveira, Consultora de Recrutamento & Seleção

Gostou? Então envie esse artigo para seus amigos, colegas de trabalho e gestores. Juntos podemos transformar não só o ambiente corporativo, mas também o nosso dia a dia em um mundo mais diverso com o respeito que todos devem e merecem ter! 🙂

 

 

 

 

 

RELACIONADOS

Endereço: Al. Mamoré, 687 (WeWork) | Alphaville Industrial, Barueri – SP | CEP: 06454-040


Razão Social: Hprojekt LP Recrutamento Especializado LTDA | CNPJ: 42.830.369/0001-71

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © HPROJEKT | 2021